Como usar a nuvem pode acabar com a lentidão e as paradas nos seus sistemas

como-usar-a-nuvem-acabar-com-a-lentidao-sistemas-2cloud

Com certeza você já enfrentou dificuldades com a redução da velocidade de funcionamento dos sistemas da sua empresa. A lentidão é, de fato, uma das maiores reclamações dos usuários nos serviços de suporte de TI de qualquer companhia. Quando as aplicações não respondem no ritmo desejado, as tarefas levam um tempo muito maior para serem finalizadas, causando grandes prejuízos para o negócio.

A produtividade é o primeiro deles. O fato de os funcionários não conseguirem executar o trabalho com qualidade gera uma onda de insatisfação, que impacta diretamente no caixa da companhia. E esse é apenas um entre tantos outros contratempos. Mas com uma ação simples e com pouco investimento é possível resolver esse tipo de situação. Você sabe como usar a nuvem pode evitar que seus sistemas parem ou fiquem lentos a ponto de impactarem o prazo das entregas?

Confira os 4 passos para identificar onde está a lentidão

A primeira atitude é identificar qual variável está causando a lentidão no sistema. Muitas vezes, por desconhecimento ou por pressa de resolver logo o inconveniente, as companhias acabam tomando decisões precipitadas, gerando gastos desnecessários e, pior, sem qualquer eficiência.

Um erro bastante comum é achar que uma troca de cabos basta para chegar à velocidade desejada. Esse é, porém, apenas um dos muitos motivos que levam os sistemas a ficar mais vagarosos.

Para facilitar esse reconhecimento, podemos dividir a TI em 4 grandes áreas: ambiente de processamento e armazenamento (servidor), comunicação interna (cabeamento, switches e roteadores), dispositivos do usuário final (desktops, notebooks, entre outros equipamentos), e sistema.

Veja abaixo quais são os principais problemas relacionados a cada uma dessas áreas:

– Ambiente de processamento e armazenamento

Um dos motivos para a redução da velocidade pode ser o servidor obsoleto. Mas cuidado: antes de providenciar a troca, certifique-se de que esse é mesmo o problema, pois um servidor representa um custo de R$ 40 mil a R$ 100 mil para a companhia. Não são raras as vezes em que a empresa arca com esse gasto e descobre, mais tarde, que o problema estava no sistema ou nas máquinas utilizadas pelos funcionários.

– Comunicação interna

Switches antigos ou cabeamento inadequado, ultrapassado ou sendo compartilhado em dutos com a rede elétrica são outras causas de lentidão. O compartilhamento em dutos com a rede elétrica é responsável por cerca de 80% dos casos de redução de velocidade ocasionada por cabeamento. A rede elétrica gera interferência no cabo lógico e, por isso, deve estar em um local separado.

– Dispositivos do usuário final

Esse é o grande vilão do mau funcionamento dos sistemas. A lentidão pode ser ocasionada, por exemplo, por notebooks antigos, lentos, sobrecarregados com aplicações/programas e sem controle adequado por parte da equipe de TI. Em 60% das vezes o sistema torna-se lento porque o dispositivo do usuário final é ruim.

– Sistema

Muitas vezes a empresa tem um servidor que atende às demandas, uma estrutura adequada e máquinas novas, mas os problemas com a velocidade continuam. Uma causa para isso pode ser um sistema que utiliza arquitetura antiga e que precisa ser atualizado.

Como usar a nuvem pode corrigir o problema de redução de velocidade

Você deve estar pensando quanto sua empresa terá de desembolsar para fazer uma inovação tecnológica desse porte, não é mesmo? Pois saiba que com um serviço em nuvem é possível corrigir o problema da lentidão sem precisar fazer grandes ajustes de caixa. Com um ambiente em cloud, você troca toda a infraestrutura física por um único boleto, gerando uma economia significativa para o seu negócio.

Veja como usar a nuvem ajuda nessa tarefa:

  • – Não é preciso investir em processamento e armazenamento. Empresas como a 2CLOUD já oferecem esse serviço no pacote;
  • – Acaba o problema com cabeamento, pois tanto o processamento quanto o armazenamento ficam na nuvem, sendo mínimo o tráfego via cabos;
  • – Como as aplicações saem dos dispositivos e vão para a nuvem, não há mais problemas com o sobrecarregamento das máquinas;
  • – O serviço de nuvem premium fornece gráficos e relatórios para que os gestores de TI identifiquem com mais clareza os problemas no sistema e possam argumentar com os desenvolvedores a partir de informações corretas e reais.

Além de garantir que a sua empresa não terá prejuízo por interrupção ou por funcionamento lento de sistemas vitais, os serviços de nuvem também contribuem para ampliar a capacidade de a sua companhia fazer negócios. Afinal, para fornecer para as maiores companhias do mercado é preciso ter uma política estruturada de continuidade de negócios e segurança de dados, garantidas pelas funcionalidades de uma nuvem premium, como a da 2CLOUD.

E na sua empresa, como tudo isso funciona? Compartilhe conosco quais atitudes você e sua equipe têm tomado para evitar a lentidão nos sistemas. Quer saber mais sobre como usar a nuvem para resolver esse tipo de problema? Nós, da 2CLOUD, teremos o maior prazer em ajudá-lo nessa tarefa. Entre em contato conosco e solicite um orçamento.

 

Link da agência Brava Digital